A importancia do uso de dados corporativos

Usar dados de negócios para tomar decisões informadas é um fenómeno relativamente recente. Durante muitos anos, os decisores confiaram nos seus sentimentos viscerais ou optaram pela “maneira como as coisas sempre foram feitas”.
No entanto, a tecnologia de negócios evoluiu rapidamente nas últimas duas décadas. Os vendedores não armazenam mais os seus contatos num ficheiro manual. Eles usam um CRM. E as empresas de retalho substituíram as suas tradicionais caixas registadoras por sistemas digitais de ponto de venda (sistemas POS). Quase qualquer processo de negócios pode agora ser gerido por software, aplicativos móveis ou outra tecnologia.

A tecnologia tem muitos benefícios, incluindo a capacidade de capturar dados corporativos. Essas informações podem ser analisadas para descobrir detalhes esclarecedores que as empresas podem usar para validar decisões e melhorar as suas operações.

As empresas modernas têm acesso a tantos dados, que basear uma decisão num palpite não funciona mais. Como uma experiência científica, uma ideia precisa de ser testada e comprovada com as métricas corretas antes de ser implementada.

Neste guia, você aprenderá como os dados podem ser usados para melhorar os diferentes departamentos da sua empresa.

O que significa “big data”?

Você provavelmente já ouviu o termo “big data” uma ou duas vezes nos últimos anos. É uma palavra habitualmente usada nos negócios, mas que muitas pessoas lutam para a definir.
Big data significa muitos dados de negócios. Tantos dados que a organização precisa de equipas especificas para que eles façam sentido. Por exemplo, a Amazon processa cerca de 35 transações por segundo, portanto, eles têm uma grande quantidade de informações para gerir e analisar.
Apesar da popularidade do termo, a maioria das empresas não tem realmente  “big data”. Mas você provavelmente tem muitos números, estatísticas e outras informações à sua disposição que podem ser usadas para fazer melhorias em toda a empresa.

Como os vendedores usam os dados

Independentemente do processo de vendas de sua empresa, há dados disponíveis que o podem ajudar a entender o desempenho de seus vendedores. Anteriormente, mencionamos que as empresas de retalho modernas fizeram a transição para sistemas digitais de POS. Esses sistemas controlam todas as transações, permitindo que aceda a informações de alto nível, como vendas totais e margens de lucro para um determinado período de tempo. Também pode usar filtros para entender os detalhes mais específicos, como que itens se vendem melhor e que horas do dia são mais movimentadas.
Empresas com um ciclo de vendas mais longo também podem aproveitar os dados informativos. Usando um sistema de CRM e outros softwares de vendas, pode aprender que táticas são mais eficazes na obtenção de novos clientes.

Como os profissionais de marketing usam os dados

Os profissionais de marketing costumavam usar outdoors e anúncios para levar a sua mensagem ao maior número de pessoas possível. Essas campanhas ainda são comuns, mas os profissionais de marketing modernos também usam dados e a Internet para alcançar pessoas que têm probabilidade de se tornarem clientes.
Os profissionais de marketing por e-mail podem gerar relatórios que mostram a percentagem de e-mails que foram abertos, as linhas de assunto que funcionam melhor e quantas pessoas clicaram no seu website.
Os profissionais de marketing digital podem saber que anúncios on-line atraem a atenção das pessoas, os seus dados demográficos e que sites são os melhores para anunciar.
Além disso, os profissionais de marketing de pesquisa podem analisar os dados para descobrir onde seu site é exibido no Google e em outros mecanismos de pesquisa à procura de palavras-chave relacionadas com o seu negócio.
Você pode usar dados de negócios de diversas fontes para saber que canais e campanhas convencem as pessoas a se tornarem clientes. Usando essas informações, o seu orçamento de marketing pode ser gasto com as táticas de maior desempenho.

Como os webmasters usam os dados

Um site de negócios nunca está concluído. Novas páginas estão constantemente a ser criadas e pequenos ajustes podem ser feitos nas já existentes para proporcionar aos visitantes uma experiência melhor.
Pode explorar seu software de análise para saber o que está e o que não está funcionando no seu website. Pode descobrir que páginas têm melhor desempenho olhando métricas como conversões e tempo na página. Em alternativa, pode saber que páginas precisam de mais atenção observando métricas como taxas de rejeição e de saída.
Você pode até mesmo aprofundar e descobrir que partes de uma página específica são mais eficazes. Pode ver que botões os visitantes clicam, o texto que eles param para ler.
Usando todos esses dados, você pode trabalhar com programadores, designers e profissionais de marketing para tornar o site da sua empresa mais informativo e agradável para os visitantes.

Como o atendimento ao cliente usam os dados

A resolução adequada dos problemas do cliente é crucial para todos os negócios. Os clientes felizes continuam a comprar, enquanto os clientes chateados levam os seus negócios para outro lugar.
Se a sua empresa usa o software de atendimento ao cliente para gerir a receção de e-mail ou fornecer suporte via chat no seu site, há dados informativos disponíveis. Ele informará quantos acessos recebeu num determinado período de tempo, quanto tempo demoraram para resolver e quantos foram reabertos.
E, como nos exemplos anteriores, pode pesquisar dados de atendimento ao cliente para identificar tendências e formar conclusões. Você pode saber que problemas tendem a ser mais complicados e resolver essas questões de uma vez por todas. Também pode saber que clientes enviam mais tickets e que métodos de comunicação têm melhor repercussão com as pessoas.

Como os RH usam os dados

Até mesmo o departamento de recursos humanos tem acesso a muitos dados comerciais interessantes. Pode usar o software de desempenho de funcionários para definir metas para os membros da equipa e acompanhar com precisão o progresso deles. Quando chegar a hora das revisões anuais, poderá ter conversas construtivas apontando para métricas detalhadas que destacam o desempenho do funcionário.
Se a sua empresa oferece benefícios aos funcionários, pode saber quem está aproveitando essas vantagens e quem não está. Quando se deparar com um membro da equipe infeliz, pode ver quando foi o seu último dia de férias ou se participou no seu programa de bem-estar.
Também pode aprender como está a fazer o recrutamento e contratação de novos funcionários, gerando relatórios para descobrir de onde vêm os seus candidatos e que fontes resultam em mais novas contratações.

A prova está nos dados da empresa

Painéis, folhas de cálculo, tabelas e gráficos dominam os negócios neste era. Ter uma ótima ideia já não é suficiente. Você precisa de ter dados comerciais para fazer o backup, para que sua empresa saiba que é uma aposta segura.

 

Este artigo foi originalmente publicado no recruiterbox.