Aproveitando o valor dos dados

Com mais dados disponíveis do que nunca, como é que as empresas identificam o que precisam de saber e como sabem se usam essa informação eficientemente?


Os dados são essenciais para as operações de qualquer negócio, e os desenvolvimentos em dados e tecnologia estão a permitir que as empresas procurem novas fontes que lhes proporcionem vantagem competitiva e tomem decisões inteligentes sobre onde investir os seus recursos. Dados e análises estão a ser usados para avaliar riscos e identificar oportunidades de crescimento e estão-se a tornar um ‘ativo’ valioso para muitas organizações.

No atual ambiente de negócios, é impossível operar sem dados e o Economist chama a isso o “novo petróleo”, que impulsionará o crescimento futuro. Mas as organizações precisam do tipo certo de dados para alimentar os seus negócios: os dados precisam ser precisos, atualizados e relevantes. Para obter o total valor dos dados, as empresas precisam extrair “visões” relevantes, que facilitem a obtenção dos seus objetivos, da mesma forma que o petróleo é refinado para fins específicos.

Os dados estão em toda parte

A quantidade de informação disponível está a crescer a uma taxa incomensurável e um relatório recente (‘Data Never Sleeps‘) estima que até 2020 para cada pessoa na terra, serão criados a cada segundo 1,7 MB de dados. Essa explosão de dados é impulsionada por vários fatores, incluindo a internet e a introdução de telefones inteligentes e redes sociais. As empresas estão a aproveitar dados de maneiras diferentes, como o uso de dados digitais para identificar o que influencia o comportamento de compra e usar isso para otimizar as suas estratégias de vendas e marketing.

Fontes de informação ilimitadas estão a transformar a forma como os dados são usados pelas empresas, mas um maior acesso traz consigo maior responsabilidade. As notícias sobre o escândalo Cambridge Analytica levantaram questões éticas sobre como as organizações capturam e usam informações pessoais, e isso foi intensificado pela introdução do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados para os estados membros da UE.

Desbloqueando o valor

Com tantas informações por aí, muitas vezes é difícil para as empresas saberem que dados usar e, mais importante, em que confiar. Começar pela definição do problema a ser resolvido ou do objetivo a ser alcançado, é geralmente melhor do que começar com os dados em si. O Gartner prevê que, até 2020, 50% ou mais pessoas, consumirão mais informações falsas do que verdadeiras, o que aumenta ainda mais esse desafio. Fornecedores de dados de terceiros podem desempenhar um papel importante na validação e verificação de dados para ajudar as empresas a extrair o máximo de valor.

Com o cenário de dados a mudar em um ritmo tão acelerado e com mais foco na regulamentação, as empresas precisam de analisar os dados de maneiras diferentes para suportar o sucesso futuro. Novas tecnologias e técnicas, como aprendizagem máquina, podem ser usadas para abordar problemas de novas maneiras, descobrir oportunidades anteriormente inexploradas e obter um melhor entendimento das relações comerciais.

Protegendo a sua empresa e identificando oportunidades

As empresas podem ajudar a proteger sua própria reputação e minimizar os riscos, garantindo que eles tenham informações precisas sobre os seus clientes, parceiros e fornecedores. Saber com quem está a negociae e comprar pode ser crucial para evitar penalidades financeiras e publicidade negativa nos media. Por exemplo, as informações de crédito podem ajudar a identificar as empresas certas para trabalhar, prevendo se elas serão pagarão dentro dos prazos.

Os dados também podem ser um ativo inestimável para ajudar a identificar e capitalizar as oportunidades de receita e crescimento. A obtenção de dados de qualidade sobre potenciais clientes pode dar suporte a atividades de vendas e marketing, e a informações sobre as necessidades e preferências do cliente pode direcionar a estratégia de desenvolvimento de produtos. A McKinsey cita uma pesquisa que sugere que as empresas que aproveitam as perceções dos clientes superam os seus concorrentes em 85% no crescimento das vendas e acima de 25% na margem bruta.

O que o futuro nos reserva

A velocidade e o volume de dados não estão mostrando sinais de desaceleração, com mais dados amplamente disponíveis. Existem novos tipos de dados – como as criptomoedas e dados de sentimentais, incluindo os ‘gosto’ nas redes sociais – que continuarão a mudar a paisagem, fornecer novas oportunidades e aumentar o debate sobre o uso responsável. O crescimento de tecnologias como inteligência artificial e técnicas de aprendizagem automática também estão a mudar a forma como os dados são analisados, impulsionando a automação e aumentando a velocidade e a eficiência. A tecnologia emergente está, sem dúvida, a transformar a forma como interagimos com os dados e continuaremos a fazê-lo.

Ser capaz de obter dados é uma coisa, mas administrá-los com eficiência também é essencial para impulsionar o crescimento lucrativo. As empresas que têm uma estratégia de dados centralizada e consistente serão capazes de aproveitar o valor total dos dados. Aqueles que adotam o valor dos dados e o utilizam de forma responsável para apoiar os seus objetivos e tomadas de decisão terão maior probabilidade de garantir crescimento no futuro.

Este artigo foi originalmente publicado no Business Reporter